sexta-feira, 16 de abril de 2010

Mais dois novos terminais portuários em Barra do Riacho

O município de Aracruz prepara-se para receber mais dois terminais portuários. O da NutriPetro, batizado de retroporto multimodal, será construído numa área de 500 mil metros quadrados, onde haverá infraestrutura de estocagem para atender empresas exportadoras e importadoras. O investimento estimado ultrapassa os R$ 500 milhões e, depois de pronto, o terminal vai gerar mais de 2 mil empregos diretos.
O outro será feito pela Imetame para dar suporte às plataformas de extração de petróleo e gás espalhadas pelo litoral capixaba. Um investimento de R$ 200 milhões numa área de 200 mil metros quadrados. Os dois portos ficarão em Barra do Riacho e até 2014 devem estar operando.
O terminal da Imetame vai atender e dar suporte às plataformas de exploração da Petrobras, já que a empresa capixaba foi vencedora de várias licitações feitas pela estatal. O porto da NutriPetro é um projeto mais complexo. Ele terá um ramal ferroviário, além de acesso às principais rodovias do Estado. Os investidores afirmam ter condições de receber, armazenar e manusear qualquer tipo de mercadoria. Esse novo terminal chega reduzir o gargalo portuário existente hoje no Estado.
Esses foram alguns dos projetos discutidos ontem no 2º Fórum de Lideranças Empresariais de Aracruz, que reuniu executivos e autoridades de todo o Espírito Santo. O ex-ministro da Fazenda Mailson da Nóbrega ministrou uma das palestras do encontro. Organizado pela prefeitura municipal, o evento colocou na mesa de debate questões estratégicas para a continuidade do crescimento de uma cidade que, até 2014, receberá investimentos da ordem de R$ 3 bilhões, que gerarão cerca de 15 mil novos postos de trabalho.


Além dos dois novos terminais, Aracruz receberá o estaleiro da Jurong, orçado em R$ 1 bilhão, e uma unidade da Carta Fabril, empresa do segmento de higiene pessoal, avaliada em R$ 500 milhões. A Fibria, antiga Aracruz Celulose, já anunciou que, neste ano, começam as obras de modernização da usina A. Um investimento de R$ 200 milhões. Esses são os principais, fora os que chegarão por meio dos fornecedores dessas grandes plantas, assinala o prefeito Ademar Devens.
Por conta da quantidade de investimentos chegando, a administração municipal já busca parcerias com União e Estado para dar a infraestrutura necessária ao novo polo industrial do município, situado em Barra do Riacho e com 5 milhões de metros quadrados disponíveis. Precisamos de R$ 15 milhões para pavimentar, passar eletricidade e colocar água e esgoto. Essa área é importante porque o atual polo, com 500 mil metros quadrados, não vai suprir a essa nova demanda, explicou o prefeito.Carlos Aguiar, presidente da Fibria, esteve no fórum e disse que a crise dos derivativos, que em 2008 abalou as contas da Aracruz Celulose, ficou para trás. Agora estamos só olhando para frente. A partir de 2011 voltaremos a investir nos patamares normais.
Mérito do Lula foi não ter feito nada, diz Mailson Ministro da Fazenda durante o governo do presidente José Sarney, Mailson da Nóbrega participou ontem do 2º Fórum de Lideranças Empresariais de Aracruz. Em sua palestra, o ex-ministro disse que o presidente Lula que, segundo ele, gostaria de ser lembrado como Getúlio Vargas ou Juscelino Kubitschek, será lembrado por ter mantido a mesma política econômica do governo Fernando Henrique e por não ter tentado o terceiro mandato. O grande mérito dele foi não ter feito nada. Em relação ao terceiro mandato, ele teve de suportar a pressão dos puxa-sacos que estão na máquina pública. Imagine o que é perder uma bocada dessas?, brincou Mailson. As brincadeiras não agradaram a todos. Alguns participantes deixaram o auditório no meio da palestra.
"Como a inveja é feia né. Fernando Henrique foi importante também para o Brasil, porém o seu governo nem sonha chegar perto do governo Lula, esse ministro então, coitado dele!!!"
Em seu discurso ontem, em Aracruz, o governador Paulo Hartung disse que quatro empresas, duas estrangeiras e duas nacionais, estão travando um verdadeiro duelo por uma área do Estado. Hartung e Félix não revelaram qual área é essa, mas garantem que essas disputas estão em todo o Espírito Santo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais vistos na última semana

Ocorreu um erro neste gadget